A Ilha Sombria - Desembarque

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Ilha Sombria - Desembarque

Mensagem por Mestre em Ter 6 Dez 2016 - 13:26

- Eu não tô gostando disso, olha a nuvem negra pairando em cima daquele lugar! Parece até piada, essa ilha foi realmente esquecida por todos os deuses...

O jovem Kurt apontava para uma ilha ao longe onde o céu parecia formar uma espiral negra, como um tufão, era para lá que o pequeno barco com os 5 aventureiros rumava.

- Sê tem certeza que é pra lá, draconiano? - praguejou o guerreiro, ainda inconformado.

- Absoluta, o General Aultimor foi preciso e confeccionou o mapa com os mais finos cartógrafos do Fogo - Zenon analisava o mapa ao lado do timoneiro, sua armadura de platina dava um ar estoico ao draconiano que desde jovem já portava uma lamina de ossos de dragão como arma. - essa é a ilha que precisamos investigar

- Me refresca a memória - Eddward, o mais jovem membro do exercito de fogo, mandado como representante militar para a excursão se levantou, estava deitado no assoalho da proa quase dormindo com o balançar das ondas - porque a gente aceitou vir nessa encrenca, mesmo?

- O General precisava enviar um batedor, no caso Zargon, dois representantes militares - Zenon fez uma pausa e apontou para Eddward e Kurt, os irmãos adotivos que estreavam no exercito do Fogo - um representante da Ordem dos Draconianos - apontou para si mesmo, quase em tom de deboche, pois era obvio - e um acadêmico, nosso amigo Giovanni aqui.

- ...AHN?! - O anão acordou de um cochilo alcoólico em um canto do barco, havia optado pelo álcool ao invés do enjoo da maresia - Ah... sim, é isso mesmo - concordou sem entender bem, juntou seus pergaminhos que haviam caído no chão com o susto e limpou a saliva de sua barba - Ja estamos chegando no local?

- Como cê se formou alquimista assim? Embriagou o reitor?

- Eddward, por favor - Zenon interveio antes que outra briga sem sentido começasse - maneiras com o Sr. Giovanni, quer goste ou não, ele é um magistrado pela Academia Alquímica do Oeste, vamos pelo menos preservar o respeito durante a expedição.

Eddward deu os ombros, Giovanni também pouco se importava, embora a acusação do cavaleiro de aço fosse, em partes, verdadeira.

Minutos depois, o barco foi engolfado por uma nevoa espessa, não se podia enxegar o barco de uma ponta a outra de tão inebriante que a neblina era, o grupo se perguntava como não haviam visto o nevoeiro de longe, as coisas só ficavam cada vez mais estranhas a medida que se aproximavam da ilha.

De repente, o barco parou

- Oque foi, banco de areia ou algo do tipo? - Eddward foi para a ponta da proa junto de Kurt para averiguar, aparentemente o barco havia atracado num banco de areia que brotava da agua, parecia bem grande, como uma pequena praia, até onde a vista alcançava.

- Pode ser a ilha também - Zenon ponderou - a essa hora já deveríamos ter alcançado a praia.

Depois de passar a viagem toda imóvel, sentado ao fundo do barco, Zargon se levanta e caminha firmemente pelo barco até saltar pela proa, finalmente firmando os pés em solo firme, continuou a caminhada e sumiu na neblina sem dizer uma só palavra ou emitir som algum.

- Mas que filho de uma salamandra! Saiu na frente sem falar nada, e se for perigoso? Porque ele tem que ser tão revoltado? - Kurt ficava mais tenso mais a cada minuto

- Bom, em teoria ele é o batedor, e foi na frente... então esta certo ele tomar a dianteira... - Zenon como sempre era o mais racional.

um silencio tomou conta do grupo por um instante.

- Então, quem é o próximo? - Zenon certamente não gostaria de ser

Giovanni fingia analisar cuidadosamente um pergaminho em branco enquanto Kurt assoviava deslizando os dedos pelas tabuas do barco.

- Vocês são um bando de maricas mesmo... - Eddward passou por Zenon e saltou para fora do barco, fazendo barulhos e tilintares abafados com sua armadura pesada, o grupo desembarcou receoso logo em seguida.

- Senhor timoneiro, aguarde aqui até que arrumemos um acampamento - Zenon sempre estava 2 passos à frente no quesito "organização", ou era o resto do grupo que estava sempre 5 passos atrasado...

O grupo seguiu a formação em linha terra adentro, Kurt checou sua bussola e sentiu um calafrio ao ver a agulha que sempre aponta para a capital de luz girar como um peão, ele a fechou novamente enquanto engolia seco. Giovanni, por ultimo na fila, mexia em dois frascos enquanto andava, fazendo algum tipo de mistura.

O chão começou a ficar mais rochoso conforme andavam, certamente ja estavam na ilha, Eddward puxou uma espada curta só por precaução.

- Fiquem atentos, acho que desembarcamos na ilha mesm-UFF - Eddward perdeu o ar enquanto falava virado para trás, Zargon o parou com uma cotovelada no estomago, o mercenário estava parado, levemente agachado - Hey, qualé?! Primeiro some dai agora surge do na-

- Calado sabichão, tem alguma coisa se aproximando - Zargon o interrompeu e o grupo ficou tenso, com armas prontas para serem sacadas.

Giovanni sem pestanejar sacudiu um dos frascos que estava mexendo e o arremessou logo a frente do grupo, o frasco não quebrou mas o liquido começou a emitir uma luz forte avermelhada que iluminou melhor o local, revelando um lagarto de areia que rapidamente cavou um buraco e se escondeu, todos respiraram aliviados.

- Essa luz... - Kurt olhou ao seu redor - não sei por que mas isso me lembra uma casa de meretrizes...

- Deveras - Zenon respondeu prontamente, todos olharam para o draconiano - O que foi?

Risos abafados descontraíram a todos menos Zenon, que não havia entendido, o grupo seguiu cauteloso costa adentro, pouco a pouco se acostumando com os ruidos estranhos e à pouca visibilidade.

Mestre
Mestre da Mesa
Mestre da Mesa

Mensagens : 212
Data de inscrição : 29/01/2016

Ver perfil do usuário http://ellementrium.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum